Devocionais

Se você deseja se manter informado sobre as últimas notícias, atualizações e as diferentes formas de apoiar ao Gafcon, marque também a caixa de listagem principal antes de clicar em "Subscribe (Inscrever-se)" .

Gafcon é um movimento profético, colocando a Bíblia de volta no coração da Comunhão Anglicana, mas, acima de tudo, é um movimento espiritual, e estou muito satisfeito por apresentar um devocional semanal, “Elevemos Nossos Corações”. Esses devocionais enriquecerão muito nossas vidas e exorto você a compartilhá-los amplamente!

Do Dia da Ascensão ao Pentecostes, Barbara Gauthier reunirá as devoções dos ensinamentos dos Pais da Igreja sobre a Ascensão. Barbara foi entrevistada ao vivo na página do Gafcon no Facebook na quinta-feira, 21 de maio, dia da ascensão. 

Arcebispo Ben Kwashi
Secretário Geral de Gafcon

O livro de Jó mostra como não ajudar outras pessoas que estão sofrendo. Os consoladores de Jó erram em muitas coisas. Eles tentam assumir o controle. Mas, se a tempestade está furiosa, apenas Deus pode acalmá-la.
Desde que fui diagnosticado com câncer, nunca fiquei com raiva de Deus, mas sempre me perguntei "Por que eu?" Acho que todos nós às vezes sentimos isso experimentando sofrimento e medo. A história de José no Antigo Testamento tem sido muito útil para mim.
A Bíblia nos diz que a morte e seus dois companheiros, medo e sofrimento, são intrusos. Vivemos em uma casa bonita e uma noite ouvimos o barulho de cacos de vidro e percebemos que alguém entrou e não podemos remover o intruso e, mais cedo ou mais tarde, ele nos matará.
Talvez a parte mais difícil da vida cristã seja lidar com esse trio de visitantes ímpios e indesejados: medo, sofrimento e morte. A morte, a Bíblia nos diz, é o último inimigo e todos devemos enfrentá-la.
Irineu, nascido por volta do ano de 130 em uma família cristã, era discípulo do Bispo Policarpo em Esmirna, que havia sido discípulo do apóstolo João.
Cirilo de Alexandria nasceu na pequena cidade de Didusja, Egito, em 376. Aos 38 anos, tornou-se patriarca de Alexandria, uma cidade cosmopolita turbulenta com mais de meio milhão de habitantes, composta igualmente por pagãos, judeus e cristãos.
Cirilo de Alexandria nasceu na pequena cidade de Didusja, Egito, em 376. Aos 38 anos, tornou-se patriarca de Alexandria, uma cidade cosmopolita turbulenta com mais de meio milhão de habitantes, composta igualmente por pagãos, judeus e cristãos.
Leão, o Grande, natural da Toscânia, foi eleito bispo de Roma em 440 e talvez seja mais conhecido por ter se encontrado com Átila, o Huno, em 452, e persuadí-lo a voltar atrás na invasão contra a Itália.
Gregório de Nissa nasceu em 335 de uma família cristã aristocrática devota na Capadócia, que sofreu perseguição por sua fé. O avô de Gregório foi martirizado, seus pais tiveram seus bens confiscados e foram exilados por confessarem Cristo.
João Crisóstomo, Arcebispo de Constantinopla de 397-407, foi um dos maiores pregadores da Igreja primitiva, cujas homilias foram escritas por estenógrafos e amplamente divulgadas. Muitas centenas de seus sermões exegéticos dos principais livros do Antigo e do Novo Testamentos ainda sobrevivem.
Agostinho nasceu no norte da África, filho de pai pagão romano e mãe cristã.
Somente à luz do céu, onde o Senhor Jesus ressuscitado está sentado à direita de Deus, começamos verdadeiramente a entender a verdadeira condição humana. Nas palavras imortais de Thomas Cranmer, temos orientações sobre como agir e como não agir.
A promessa da Páscoa é que o poder sobrenatural que ressuscitou Cristo dentre os mortos está operando nos que estão unidos a Ele pela fé, para torná-los mais parecidos com Ele. Deus busca o nosso melhor antes mesmo de nós.
A crença transforma o comportamento. Essa é a mensagem das duas leituras das Escrituras de Thomas Cranmer para o domingo de Páscoa (João 20: 1-10 e Col. 3: 1-7).
Para nossa próxima série de devocionais durante a semana, veremos as seleções de leituras feitas pelo Arcebispo Thomas Cranmer a respeito da Sagrada Comunhão aos domingos, na época da Páscoa.